fbpx

Recrutamento e Seleção: 5 dicas para reduzir drasticamente a rotatividade

Acertar no processo de recrutamento e seleção é meta primordial de toda e qualquer empresa. Para conquistar esse objetivo, é imprescindível contar com processos de estratégicos e eficientes.

Você já entendeu, na prática, a importância dessas etapas para a formação de uma equipe produtiva e de alta performance . Porém, ainda tem dúvidas quanto à metodologia mais assertiva a utilizar ? 

Neste post, reunimos 5 dicas que são um verdadeiro passo a passo para garantir otimização definitiva em suas contratações. Confira!

1. Dê especial atenção à fase de recrutamento

Ao divulgar uma vaga, você precisa ter absoluta clareza do que procura. Quanto mais analítico você for, ao localizar as necessidades de sua organização, melhores as chances de encontrar profissionais adequados para cumpri-las.

Pense no funcionário ideal para o cargo e pondere:

  • Quais habilidades técnicas são fundamentais para que desempenhe suas tarefas?
  • A experiência prévia é essencial?
  • Quais conhecimentos são desejáveis (mas não obrigatórios, pois podem ser adquiridos na dinâmica do trabalho)?
  • Que tipo de competências e perfil comportamental você espera desse colaborador?
  • Que diferenciais seriam decisivos para os critérios de seleção?
  • Existem requisitos próprios da vaga, como a disponibilidade para viagens?

Esses são exemplos bastante elementares, mas que, desenvolvidos com precisão, serão um filtro importante para atrair candidatos específicos e afastar entregas de currículos fora de propósito.

2. Realize uma triagem de currículos assertiva

Se você concluir a dica anterior com eficiência, terá muito mais facilidade nessa etapa. Receberá menos currículos desconectados com o que precisa e terá critérios bem objetivos para selecionar os mais oportunos.

Além de, obviamente, examinar a compatibilidade entre a apresentação do candidato e as exigências da vaga, considere os seguintes pontos:

  • Ortografia: um currículo redigido com erros consideráveis aponta falta de zelo e desatenção. Se essa postura já dá indícios na fase de recrutamento e seleção, seria uma surpresa encontrá-la no desempenho do cargo?
  • Rastro profissional: quais cargos o candidato já ocupou? Quanto tempo ficou em cada empresa ou função? Conta com promoções em sua trajetória? Diante dessas informações, você pode inferir se está diante de um perfil estável, proativo, especializado — ou multitarefas —, ambicioso, acomodado…
  • Formação: verifique as datas de seus cursos. Perceba se ele investe em aperfeiçoamento ou parece estagnado nesse sentido.

3. Prepare-se para a entrevista de recrutamento

Não pense que uma conversa espontânea, nessas ocasiões, é a melhor estratégia. Lógico, você não quer — e nem deve — deixar o candidato intimidado com um questionário rígido. Porém, sem um planejamento, as entrevistas se tornam pouco produtivas.

Para manter o foco e obter retorno satisfatório nessa etapa, siga estas orientações:

  • faça um roteiro para guiar a entrevista; 
  • escute as respostas, sem ansiedade;
  • não confie na memória: realize anotações;
  • tenha em mente o descritivo da vaga que você precisa preencher — não se encante com outras habilidades, realizando uma seleção equivocada, por medo de perder um talento;
  • proponha exemplos de situações (problemas e dinâmicas do cotidiano da empresa), perguntando como o candidato reagiria diante delas.

4. Faça o mapeamento de perfil comportamental

Utilize uma eficiente ferramenta para mapear o perfil comportamental e obtenha a análise detalhada do candidato, averiguando se ele é, de fato, o mais indicado para a vaga. Através destas ferramentas você poderá identificar se o que ele fala é verdadeiro, ou se ele é só um candidato bem preparado para a entrevista.

Uma das melhores ferramentas do mercado para este mapeamento é o sistema PASport, cuja   eficiência das contratações atinge o índice de 94% diminuindo, exponencialmente, problemas como turnover, demissões e baixa produtividade.

5. Verifique as referências

Entre em contato com pessoas com as quais seu candidato trabalhou. Peça uma lista de telefones ou e-mails de colegas, líderes ou subordinados. É uma prática benéfica, que complementa suas impressões e expectativas. 

Com essas 5 dicas, o processo de recrutamento e seleção será muito mais efetivo, atraindo e retendo talentos substanciais para o sucesso de seus negócios.

Gostou deste post? Então assine nossa newsletter e receba as atualizações de nosso blog diretamente em seu e-mail!

Deixe um comentário