fbpx

Manual da Quarentena para Estudantes

Para estudantes: 12 Dicas para aproveitarem o tempo e se cuidarem no período de quarentena contra o coronavírus

A quarentena para reduzir o contágio com o Coronavírus pegou muita gente de surpresa. Inclusive milhões de estudantes, que estavam habituados às suas rotinas escolares e universitárias, bem como aos encontros com os amigos e às demais atividades sociais.

A recomendação da Secretaria da Saúde é o isolamento social, para evitar que o “boom” de contágio do vírus faça com que o sistema de saúde brasileiro inteiro entre em colapso.

O grande risco é que todos sejam contaminados ao mesmo tempo, causando um alto número de doentes precisando de internamento, leitos e respiradores mecânicos que serão insuficiente para atendê-los.  E isso não vale apenas para o SUS, vale também para a rede privada!

Vale lembrar que outros doentes, que precisam do sistema de saúde para situações além do Coronavírus, também ficarão sem atendimento se este panorama assustador e caótico se concretizar. O que pode levar o número de doentes graves e de mortes para a casa dos milhões.

Embora o cenário do coronavírus seja assustador, o isolamento social também é. Principalmente quando há uma quebra brusca assim na rotina. A boa notícia é que a adaptação parece muito difícil, mas é totalmente possível.

 

O que os estudantes podem fazer durante a quarentena?

A modernidade e a tecnologia nos permitem muitos recursos preciosos, como computadores, internet, Netflix e seus similares e as poderosas redes sociais, que nos deixam em contato com quem não pode estar fisicamente perto.

Mas nossas dicas aqui irão além de recomendar chamadas de vídeo, maratonas de seriado e meditação. Sabemos que você já está recebendo muitas dessas recomendações e conhece essas opções.

O foco da Prática Estágios está em dar dicas que contribuam para o seu bom rendimento nos estudos, bem como alertar seu olhar para medidas preventivas que muitas vezes passam despercebidas. Vamos descobrir juntos?

 

1.Quarentena não é férias: #fiqueemcasa. Mas entenda porque

 O coronavírus realmente é mais perigoso para alguns grupos de riscos: idosos, pessoas com doenças crônicas (asma, hipertensão, diabetes, entre outros) e pessoas com complicações cardíacas ou respiratórias. No entanto todos devem respeitar à recomendação de isolamento social por dois motivos:

  • Mesmo estando fora dos grupos de risco, 1 a cada 1000 pessoas é contaminada e enfrenta complicações com o coronavírus;
  • Mesmo que o vírus não infecte você, sem respeitar o isolamento social você pode transportá-lo e contaminar alguém do grupo de vulnerabilidade, colocando esta pessoa em alto risco. 

O problema é que há muitas pessoas com um pensamento egoísta por aí. Embora tenham recebido o grande benefício de poder resguardar-se e proteger-se, ficando em casa, há quem esteja descumprindo as recomendações da Secretaria da Saúde pelo simples fato de pensar que possui baixa probabilidade de sofrer complicações com a doença.

Mas vamos a uma reflexão rápida. Quantas pessoas com 60 anos ou mais você ama? Você conhece alguém que tem hipertensão, asma, diabetes ou outra doença crônica, que não gostaria de perder? Provavelmente sim. Você e outros milhões de brasileiros. Então, vamos fazer isso por eles? Para evitar que eles passem por maus bocados sem atendimento hospitalar?

Em defesa a esta causa, a Prática Estágios te convida a respeitar as recomendações de prevenção. Quarentena não é férias. Então, por favor, #ficaemcasa.

 

2.Mantenha sua grade de aulas EaD em dia

Muitos cursos possuem disciplinas na modalidade EaD. Algumas universidades, inclusive, adaptaram aulas para este formato, com o objetivo de evitar ainda mais atrasos à rotina estudantil dos alunos.

Algumas instituições consideram como falta quando o aluno não assiste às aulas online, principalmente aquelas que são ao vivo. E as atividades, como trabalhos e provas, também “valem nota” normalmente. Então, não marque bobeira: priorize manter suas aulas e atividades EaD em dia.

 

3.Adiante trabalhos e estude para provas

Talvez você não possua  atividades EaD o suficiente para preencher todo o tempo que ficava na universidade, estudando. Mas, provavelmente, há trabalhos e provas que já estavam agendados, antes da quarentena começar.

Sendo assim, mesmo que não saibamos ao certo o dia em que nossas vidas retomarão sua rotina normal, a dica aqui é agir como se os trabalhos e provas ocorressem na mesma data. 

Faça esses trabalhos, com calma, carinho e capricho. Agora você tem mais tempo que antes e pode dedicar-se a aprender melhor o que está sendo proposto na atividade. 

Estudar para as provas que já estavam agendadas também traz esses benefícios. Você terá tempo hábil para tirar dúvidas consultando a internet, os colegas e até aqueles professores com quem mantém contato pelas redes sociais.

 

4.Leia a bibliografia das suas aulas

Na grande maioria dos casos, mesmo em disciplinas de aulas mais práticas e técnicas, a grade curricular é trabalhada com base em uma bibliografia. A listagem desses livros geralmente fica disponível nas áreas de acesso a o aluno dos sites das universidades, mas se você não encontrar, pode pedir ajuda a algum professor com quem tenha contato.

Há muitos livros disponíveis gratuitamente na internet, bem como há muitas universidades que dispõem de bibliotecas virtuais. Mas caso você não encontre, pode fazer uma vaquinha com colegas e adquirir a versão virtual desses materiais para lerem em conjunto. 

Mas de maneira virtual, ok: cada um na sua casa!

 

5.Aproveite os cursos online que estão sendo disponibilizado gratuitamente para estudantes

Se o mercado de trabalho já estava competitivo antes, a tendência é ficar ainda mais. O impacto econômico da quarentena pode deixar as vagas ainda mais concorridas e, para ter mais chances, os estudantes precisam estar mais preparados.

Por isso, aproveitar a quarentena para fazer cursos de especialização e de aprofundamento técnico é uma ótima pedida. Aproveite seu tempo livre dessa forma! 

Confira esta matéria do site Guia do Estudante, que indica 600 cursos grátis e online para você fazer durante a quarentena. 

 

6.Acompanhe bons PodCasts sobre Carreira

Passar muito tempo na frente do computador ou do celular cansa os olhos e a mente. Você já experimentou ouvir podcasts? Uma das grandes vantagens é poder ouvir enquanto faz outra coisa: como arrumar o quarto, cozinhar ou lavar a louça (é chato mas temos que fazer, né? rsrs).

opções incríveis sobre os mais diversos assuntos, inclusive sobre empreendedorismo, tecnologia e carreira. Aproveite este período para adquirir este hábito e turbinar ainda mais seus conhecimentos. 

Confira aqui dicas de ótimos podcasts para você conhecer. Aproveite também para conhecer o Podcast da Prática Estágios, que traz ótimas dicas para estudantes que querem ingressar no mercado de trabalho.

 

7.Suspenda totalmente “rolês”  e eduque os idosos teimosos

Voltando ao clichê de que quarentena não é férias, temos que lembrar  que mesmo atividades internas e domésticas que reúnem poucas pessoas devem ser suspensas. Isso inclui visitas a amigos e familiares, jantares, churrascos, principalmente envolvendo pessoas mais velhas, bem como interromper totalmente as atividades físicas ao ar livre.

Não é difícil ver pelas ruas pessoas fazendo caminhadas, correndo, pedalando, levando seus pets para passear ou comprando 5 pãezinhos para o café da tarde. Gente, o momento atual não é brincadeira! Saiam de casa quando for inevitável, compre e resolva tudo que for necessário para ficar um bom tempo sem sair de casa. 

Eduque também seus pais, avós, tios  e todos os idosos com quem tem contato e ainda não entenderam a gravidade da situação. Algumas prefeituras já emitiram decreto proibindo a circulação de idosos pelas ruas, como a de Porto Alegre. Até que isso aconteça por aqui, vamos nós tentar segurá-los em casa.  

 

8.Adie suas viagens e visitas

Para quem mora sozinho e longe da família, o desafio é maior. O impulso nos faz querer voltar correndo para perto dos nossos entes queridos, mas infelizmente essa não é a conduta indicada. 

Ao viajar, podemos transportar o vírus para muitas pessoas. E vale lembrar que alguns paradouros da estrada têm alta circulação de pessoas e higiene precária, podendo ser foco de contaminação. 

Para você entender melhor a seriedade da situação, entenda qual é o tempo de sobrevida do coronavírus em cada tipo de superfície:

Manter tudo limpo, lavar muito bem as mãos e usar álcool em gel é muito importante. Mas a maior prevenção, realmente, é ficar em casa!

 

9.Higienize bem os alimentos

Outro hábito muito importante e que poucas pessoas dão a devida atenção trata-se da higiene dos alimentos, principalmente as hortaliças. Elas ficam expostas em supermercados, ambiente de alta circulação. Muitas vezes são até trazidas de outras cidades em condições que desconhecemos.

Não apenas contra o coronavírus, mas para toda a nossa vida, a higiene correta dos alimentos nos protege de uma vasta série de contaminações. 

Lavar apenas com água ou adicionar vinagre e deixar as hortaliças marinando, não resolve. O método seguro é lavá-las com água corrente e, depois, deixar de molho por 15 minutos nesta solução; 

  • 1 litro de água + 1 colher de cloro.

Após este período, lave novamente com água corrente e mantenha-os guardados na geladeira.

 

10.Caso seja inevitável sair de casa, tome todos os cuidados

Para quem mora sozinho, ou para quem atua nos setores da economia de serviços essenciais que não podem parar, como saúde, alimentação, transporte e outros, muitas vezes não tem jeito. Chega um momento em que  é necessário sair de casa e não tem como escapar.

No entanto, tomando todos os cuidados cabíveis, você reduz drasticamente as chances de contágio. Confra as boas práticas nas imagens abaixo: 

 

     

 

11.Acompanhe o panorama atual

Certamente, ficar o tempo todo antenado nas notícias, principalmente nas ruins, pode gerar ansiedade e piorar a adaptação ao isolamento do contato físico. No entanto, é importante manter muita atenção sobre as novidades, bem como sobre os impactos políticos que a pandemia irá causar no mundo inteiro. 

Para não entrar em paranoia, tente se organizar para se atualizar apenas uma vez ao dia. Vamos deixar, aqui, alguns links úteis para você consultar:

Grandes Jornais

As manchetes da página inicial dos grandes jornais trazem um bom resumo das últimas novidades sobre o coronavírus e seus impactos no sistema de saúde e na economia do país.

Visualizador em tempo real

Este site, que tem uma ótima visualização também em celulares, traz a atualização de números de infectados e mortos em todo o mundo.

 

12.Procure um estágio

Se você deseja ingressar no mercado de trabalho, aproveite também a quarentena para pesquisar uma vaga de estágio no site da Prática PF. 

Aqui, as melhores empresas de Passo Fundo e região recrutam seus estagiários e, com uma boa experiência ainda durante a formação, você aumenta suas chances de se destacar e conquistar uma grande vaga depois de formado. 

Confira nossas vagas aqui! 

 

 

Deixe um comentário